CONTEÚDO
Notícias
 
26.Mai - Terroristas invadem ônibus e matam cerca de 28 cristãos, no Egito
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Terroristas invadem ônibus e matam cerca de 28 cristãos, no Egito

Os cristãos estavam indo a uma peregrinação ao Mosteiro de São Samuel. Entre as vítimas, há também crianças.

 

O balanço oficial das vítimas é de 28 mortos - entre os quais duas crianças de 2 e 4 anos  - e de 22 feridos.

 

O ataque contra um ônibus que levava cristãos ao Mosteiro de São Samuel, o Confessor, ocorreu esta manhã na Província de Minya, no Alto Egito. Um comando de encapuzados vestindo uniformes militares entrou no ônibus e disparou com armas automáticas contra os passageiros, enquanto um dos atacantes filmava a tragédia.

 

Recusa em abjurar da fé em Cristo

 

“No ônibus estavam também crianças. Roubaram deles dinheiro e ouro. Também pediram a eles para que renunciassem a Cristo e se tornassem muçulmanos. Caso tivessem aceitado teriam se salvado, mas os peregrinos se recusaram a abjurar sua fé e foram mortos. Colocaram pistolas em suas cabeças e na nuca e dispararam”, afirmou o Pároco da Igreja copta de São Mina em Roma, Padre Antonio Gabriel, ao comentar ao canal TG 2000 o ataque desta manhã.

 

Solidariedade

 

A condenação ao ataque veio de todo o mundo. E manifestações de solidariedade também. A Torre Eiffel permanecerá apagada em sinal de luto pelo ataque. A informação foi dada pela Prefeita de Paris, Anne Hidalgo, em sua conta twitter.

 

União Europeia e Chefes de governo de diversos países condenaram o ataque, manifestando solidariedade aos cristãos e ao povo egípcio, e defendendo uniçao no combate ao terrorismo.

 
"Ato de ódio insensato", diz o Papa sobre ataque contra cristãos no Egito

 

O Papa Francisco ficou profundamente chocado pelo “bárbaro ataque” contra os coptas egípcios, que provocou mortos e feridos, vítimas de um “ato de ódio insensato”.

 

O Santo Padre, por meio de um telegrama enviado pelo Cardeal Secretário de Estado Pietro Parolin ao Presidente egípcio Al-Sisi, expressou sua profunda solidariedade a todas as pessoas atingidas por este “violento ultraje”, em modo particular “as crianças que perderam a vida”.

 

Assegurando sua oração às famílias enlutadas, o Pontífice confirma sua “contínua intercessão pela paz e a reconciliação em todas as nações”.

 

Condenação do Mundo islâmico

 

O Secretário Geral da Liga Árabe, Ahmed Aboul-Gheit, “condena nos termos mais fortes” o ataque contra os cristãos coptas em Minya. “A Liga Árabe – afirmou - sublinha a necessidade de uma cooperação conjunta no combate ao terrorismo”. Aboul-Gheit  também manifestou total solidariedade ao cristãos egípcios.

 

Devido ao ataque, a Dar al Iftaa – autoridade egípcia que emite as fatwas – editos religiosos -  cancelou as celebrações previstas para hoje, véspera do início do Ramadã, o mês sagrado dos muçulmanos. O Grão Mufti Shawqi Allam condenou com veemência o ataque.

 

O Presidente palestino Abu Mazen, estreito aliado do Presidente egípcio, também expressou sua firme condenação ao ataque.

 

Uma áspera condenação também foi expressa pelo porta-voz do Hamas em Gaza: “Trata-se de um crime odioso”, disse Fawzi Barhoum aos jornalistas. Os autores do atentado são “inimigos do Egito”.

 

Já o Irã, por meio do Ministério do Exterior Bahram Qasemi, expressou as “condolências às famílias das vítimas do ataque contra os cristãos coptas no Egito, ao povo e ao governo egípcio”, ao mesmo tempo em que expressa “uma firme condenação” ao grave atentado.


Fonte: Radio Vaticano

Indique a um amigo
 
NEWSLETTER: Informe o seu e-mail para receber as nossas novidades
Contato
  • ESCRITÓRIO

    Avenida Miguel João, 463, Anápolis/GO - Centro

  • (62) 3943-5555


  • Ou

    CEP: 75020-360

  • Dúvidas, críticas e sugestões
  • A sua opnião ajuda a construir um serviço de qualidade. Por isso, envie-nos suas sugestões, críticas e elogios ou dúvidas.

  •  

    Copyright © 2019 Comunidade Católica Nova Aliança. Todos os direitos reservados.