CONTEÚDO
Notícias
 
09.Ago - Testemunho de AYANNE BEATRIZ, contadora, 26 anos da Missão de Toritama/PE
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

QUEM É ESSE?


Ele teve o poder de andar sobre o mar, de fazê-lo se calar, fez caminho para o povo de Israel poder passar. É ele que dá o sentido da vida, preenche qualquer pessoa, faz qualquer coisa acontecer, basta acreditar.


 


            Foi assim que descobri esse Deus, desde pequena sabia o que queria e tinha força pra lutar e conseguir. Acreditava que uma profissão me traria segurança, estabilidade. Foi difícil, mais me formei e mesmo casada não suportava a ideia de ter filhos, porque isso iria atrapalhar a dedicação a minha carreira, eu queria alcançar meus objetivos e minha felicidade iria estar lá. Uma contadora exemplar, eu me espelhava nos meus professores, em auditores fiscais que não tinham vida pessoal ou social, apenas dinheiro e muito trabalho. Esse sonho passou a me cegar e como consequências me trouxeram muitas perdas, meu casamento se desfez, dos meus amigos e familiares eu me afastei porque eu era muito disciplinada e perfeccionista quanto aos meus clientes, na dedicação pelo meu escritório e muito preocupada em me capacitar e isso me bastava. Tudo foi duro mais preciso porque acordei e percebi as coisas que estava deixando de lado eram as que realmente são importantes. Deus mandou Dilma minha cunhada nos convidar para o projeto Tobias e Sara da comunidade Nova Aliança, aceitamos porque havíamos reatado o casamento mais não estávamos bem. Encarei o projeto como uma ultima chance, ou nos entenderíamos ou nos separaríamos de vez. A cada quarta feira aprendia uma lição, e não dessas que tiramos da sala de aula ou dos livros de autores famosos, mais lições para o coração. Era como se eu estivesse no escuro e aos poucos a cada quarta fossem ascendendo luzes devagarzinho e tudo ia fazendo sentindo. O tempo passou meu escritório ficou pronto, meu casamento sarou, mais aquela felicidade que eu havia tanto lutado não encontrava. Ai Deus foi plantando no meu coração o desejo de ser mãe, e procuramos um médico e começamos a seguir todas as orientações, os meses passaram, cada volta ao médico mais remédios e exames e nada. Todo esse processo foi se tornando uma tortura, porque a família cobrava, Renato e eu sonhávamos porque eu havia mudado da água para o vinho e quando lembrava que eu mesma dizia não querer ter filhos me arrependia muito. O tempo só nos maltratava e quando já não restava outra solução o médico me disse: tudo que eu poderia fazer por você já fiz, vou encaminhar você para um médico de fertilização. Eu conversava com Amor e ele não aceitava, dizia que esse não era um método criado por Deus, sendo assim fui ficando sem esperanças. Até que fui convidada para o retiro intimidade com Deus, pela irmã Eliane. Fui para o retiro sem acreditar, sem ânimo. Foi quando Deus me mostrou o quanto ele é fiel. No sábado de adoração eu falava com Deus e dizia: Senhor eu peço, e não me atendes, parece que não me ouves. Abri a bíblia em salmo 36 “confia ao Senhor a tua sorte espera nele e ele agirá.” Escrevi no verso do meu crachá tudo que estava me afligindo e pus nos pés do santíssimo. Em seguida uma colega de quarto que eu conheci lá, fez um travesseiro com seu casaco e me fez deitar em seu colo, cuidava de mim como se fosse mãe, eu fechei os olhos e pensava, senhor me ajuda, passavam na minha mente cenas de quando eu era criança, dos meus pais, das minhas irmãs e comecei a enxergar que a mágoa me fez perder esse sentimento. Ai Deus me mostrava que eu precisava perdoar para alcançar a graça, não como uma troca, mais porque através do Fundador Fernando, ele dizia: não se pode substituir uma falta, se você não perdoar essa mágoa vai passar de geração em geração. Entendi que Deus não queria isso pro meu filho. Chorei até pegar no sono. Quando no domingo em oração eu dizia Senhor eu já sei o que tenho que fazer, mais me ajuda a me lavar de tanta mágoa, de ressentimentos. Deus me mostrava criança tomando banho.  E deitada no tapete da oração madrinha Iraneide orava por mim, e Deus me disse: o seu útero está pronto, você precisa limpar o seu coração. E em pensamento tudo fazia sentido. Cada toque na minha barriga era como se estivesse fervendo, ficava quente. Em oração permaneci, e disse ao Senhor: me dar a graça de conseguir engravidar, mais também permite Aline e Ana Paula que tentam a mais tempo que eu e sofrem com isso. Ao calar o meu pensamento, o Pe Rafael disse: aqui tem 3 mulheres que tem problemas para engravidar e Deus está lhes curando, ainda este ano vocês irão conseguir. Eu chorava, porque sabia que era comigo e com minhas amigas eu tinha certeza. E via nossa Senhora das Graças trazendo numa bolsinha 2 bebês um menino com o nome Tadeu era para Aline e uma menina para Ana Paula com o nome de Maria. Mais não via o meu. Chequei em casa meio sem noção, parecia ter descido de paraquedas. Na segunda feira me senti mal, fui na casa da minha tia enfermeira Eralda, auferi a pressão, e fui jantar a comidinha da minha mãe. Fomos para casa, Amor disse: comprei o teste da farmácia, você faz se der positivo faremos o de sangue no laboratório. Isso porque ele já sabia do trauma que eu tinha, de tantos exames negativos eu já tinha vergonha porque todos os laboratórios da cidade me conheciam. As 05:24 hs da manhã de 28 de maio de 2013, levantei fiz o exame em silêncio certa que seria nada, quando os 02 tracinhos acenderam eu pulei (POSITIVO), olhava no espelho e disse: ai meu Deus. Corri para o quarto acordei Renato e mostrei, ele ainda sonolento disse 07:00 hs vamos pro laboratório então, vem dormir. Mais não conseguia, fomos fazer o exame de sangue e as 10:00 hs buscamos juntos o resultado, pedi que ele me esperasse na calçada, porque eu achava ainda que seria negativo. Quando entrei a moça já me olhava rindo e disse: posso dizer o resultado, ou prefere esperar a impressão? Eu disse: me diz mulher. E ela ficou de pé e disse POSITIVO. Eu gritei no laboratório. Peguei o papel e fui para a calçada Amor e eu pulamos, não sabíamos o que fazer.


Fomos na casa dos meus pais e chamei Mainha e Painho tenho um presente para vocês que nenhum dinheiro do mundo é capaz de comprar: UM NETO.


Meu pai me olhou com os olhos de lágrimas e disse: Por isso que eu sonhei dando banho em você criança.


Eu abracei os dois e pensava: O banho que o Senhor me mostrava, foi ele que me deu.


Por isso eu testemunho, DEUS FEZ UM MILAGRE EM MIM E NA MINHA FAMÍLIA.


 


“CONFIA AO SENHOR A TUA VIDA ESPERA NELE E ELE AGIRÁ”


Indique a um amigo
 
NEWSLETTER: Informe o seu e-mail para receber as nossas novidades
Contato
  • ESCRITÓRIO

    Avenida Miguel João, 463, Anápolis/GO - Centro

  • (62) 3943-5555


  • Ou

    CEP: 75020-360

  • Dúvidas, críticas e sugestões
  • A sua opnião ajuda a construir um serviço de qualidade. Por isso, envie-nos suas sugestões, críticas e elogios ou dúvidas.

  •  

    Copyright © 2019 Comunidade Católica Nova Aliança. Todos os direitos reservados.